06 dezembro 2008

Jogar na loteria é pecado?

A sorte se lança no regaço, mas do Senhor procede toda decisão. (Provérbios 16:33)
Um ditado evangélico diz que devemos ser claros naquilo que a Bíblia é clara, sermos cautelosos nos assuntos em que ela é obscura e nos calar quando ela se cala. O caso das loterias e rifas me parece o segundo caso. Não há um versículo que diga "Não jogarás" ou "Não apostarás". Mas há alguns princípios bíblicos que nos ajudam a formar uma opinião.

De modo geral, os evangélicos condenam as apostas nas loterias. Por outro lado, já há igrejas fazendo rifas para "fins piedosos". Há também quem lembre que parte do dinheiro apostado nas casas lotéricas brasileiras é empregada para fins sociais (como você pode conferir clicando aqui). E, a bem da verdade, rifas e loterias seguem um mesmo princípio: comprar, a baixos preços, uma chance de ganhar um prêmio material maior.

E, então, podemos ou não jogar? Antes de responder, precisamos considerar os seguintes princípios:

1) O desejo de ficar rico é pecaminoso. Eu diria que é muito difícil que alguém jogue na loteria sem ter como motivação principal o desejo de ficar rico. Os apostadores sonham com o que vão fazer com o prêmio, com a chance de ganhar alguns milhões ou milhares de reais apenas pelo preço de uma aposta. Só que esse desejo não é aprovado por Deus:
Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores. Tu, pois, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes, segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão (1 Timóteo 3:9-11)
Logo, se jogamos com o desejo de enriquecer, o ato de jogar já está contaminado pelo pecado de querer ficar rico.

2) A riqueza ganha às pressas não é abençoada. Aquele que enriquece com um bilhete de loteria ganha o seu dinheiro de uma vez. É uma riqueza que não foi conquistada por meio do trabalho, do mérito pessoal e nem mesmo do esforço de algum familiar. E esse tipo de prosperidade não é abençoada pelo Senhor:
O homem fiel será cumulado de bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não passará sem castigo. (Provérbios 28:20)
Na verdade, esse ponto é um desdobramento do anterior. O que se apressa a enriquecer é dominado pelo desejo de ficar rico, e nisso pode enveredar por caminhos não aprovados por Deus. As apostas a dinheiro são uma delas, mas o crime, a bajulação no trabalho, os "golpes do baú" e outras estratégias para enriquecer que desagradam a Deus são igualmente reprováveis.

3)Quem quer ajudar, deve fazê-lo sem esperar nada em troca. Há quem procure destacar o papel "social" da loteria e das rifas. Ao comprarmos o bilhete, estamos ajudando o esporte olímpico e paraolímpico, a cultura, a segurança nacional e até mesmo ajudando a pagar benefícios previdenciários e o financiamento estudantil de quem não pode pagar uma faculdade particular. Quando compramos uma rifa, estamos ajudando a levantar fundos para missões ou a pagar o acampamento da mocidade. Ora, mas quem "ajuda" e tem a expectativa de ganhar algo em troca fere o ensino de Jesus:
Quando, pois, deres esmola, não toques trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, ao dares a esmola, ignore a tua mão esquerda o que faz a tua mão direita; para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará (Mateus 6:3-4)

O amor (...) não procura os seus interesses... (1 Coríntios 13:4-5)
Por que a esmola deve ser dada em segredo? Porque a recompensa deve ser dada por Deus, e não pelos homens. Aquele que ama e, de fato, quer ajudar, o faz diretamente, sem esperar uma recompensa humana ou material.

Se alguém quer colaborar com missões, o acampamento da mocidade, o esporte, a cultura, os aposentados e a segurança, faça uma doação! É mais prático, objetivo e direto. E não faça alarde de sua boa ação. Deixe que Deus dê a recompensa.

Por fim, ao analisarmos os três princípios bíblicos acima mencionados, creio que as loterias (e as rifas) não são, de fato, compatíveis com a vida cristã. É pecado. E, portanto, fazem bem os evangélicos que evitam a "fezinha" de toda semana.

Até porque há muitos que se viciam no jogo...e, se este o caso, aí mesmo é que o cristão deve evitar a jogatina. Como diz a Bíblia:
Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. (1 Coríntios 6:12)

2 comentários:

André Aloísio disse...

Irmão Helder Nozima, graça e paz!

Entrei numa brincadeira convidado pelo irmão Clóvis, do Cinco Solas. E convido você, caso queira participar.

Veja em meu blog como funciona.

André Aloísio
http://teologia-vida.blogspot.com

Célio R. disse...

Gostei muito de seu blog encontrei por acaso .. vou adicionar em meus favoritos.