14 dezembro 2009

Onde estão minhas respostas e comentários, Prof. Leandro Quadros?

Por falar em “explicar o que está explicado”, três oponentes de algumas (não todas) verdades da Palavra de Deus: o Pr. Helder Nozima, Clóvis (do site Cinco Solas) e Natanael Rinaldi (Instituto Cristão de Pesquisas – ICP) me escreveram “bastante”, na tentativa de explicar aquilo que a Bíblia já explicou. Foram muitas as mentiras doutrinárias, mas, que devem ser respondidas para o bem dos sinceros.

Estou elaborando uma resposta ao Pr. Nozima e a Helder que darão um livreto (rsrsrs).

Hoje, teremos vários posts. Aguardem! (Leandro Quadros, dia 10 de dezembro, em "Estou de volta!")
Bom, hoje já é dia 14 de dezembro, e embora o professor Leandro diga que suas respostas renderiam um livreto, ainda não vi post algum, muito menos os vários que sairiam no dia 10. Na verdade, há um bom tempo o professor me promete respostas:
Caro pastor Heder e todos os amigos que acessam esse blog:
Agora que minha esposa está em casa – recuperando-se, graças a Deus – poderei responder biblicamente a todo o seu material. Crieo que hoje (no máximo até amanhã) tudo estará disponível aqui e também no seu blog.
Até mais,
Leandro Quadros. (comentário publicado no dia 25 de novembro no texto "48 textos bíblicos contra 12 descontextualizados...")
O professor, que me acusa de desonestidade e de partir para o lado pessoal, vem prometendo me responder desde o dia 25 de novembro, e diz que suas respostas poderiam render um livreto. Ora, se é assim, por que a demora em escrever algo? E, pensando bem, será que prometer e não cumprir não diz nada sobre o caráter da pessoa?

Ora, professor, eu ainda estou escrevendo minha resposta ao senhor, e disse que demoraria pra fazê-lo. Mas o senhor me prometeu respostas imediatas, para o dia 26 de novembro. O que houve?

O senhor também já liberou vários comentários de outros leitores, mas há comentários meus não liberados desde 13 de novembro. Publico os comentários abaixo:
Professor,
A quarta parte de minha resposta está aqui. Com as interpretações de João 3:16 e 2 Pedro 3:9
http://reformaecarisma.blogspot.com/2009/11/ultima-resposta-leandro-quadros-parte_13.html
Louvado seja Deus…porque até a fé com que creio veio d’Ele e não de mim. E porque não fiz nada, absolutamente nada, para receber a salvação. Porque a fé, o arrependimento e até o amor que tenho por Ele…tudo isso veio 100% de Deus e nada veio de mim.
Soli Deo Gloria!
Your comment is awaiting moderation. (13 de novembro)

Professor,
Sobre o Deus que endurece corações, eis abaixo um trecho da quinta parte de minha resposta ao senhor:
“Creio que o professor não aceite o que está escrito e acabe criando contradições bíblicas. O professor diz que Deus não endurece corações, que as pessoas é que endurecem. Tudo bem, concordo que as pessoas se endureçam. Reconheço que, em Mateus 13:15 o povo ouviu de mau grado.
Mas não posso fechar os olhos para tantos versículos onde se fala de um Deus que endurece os corações. Ainda mais quando leio na Bíblia que Deus pode sim dar olhos para ver e ouvidos para ouvir…e, simplesmente, recusar-se a fazer isso: como está escrito: ”
O resto, professor, no site http://reformaecarisma.blogspot.com/2009/11/ultima-resposta-leandro-quadros-parte-v.html
Louvado seja Deus, que tem misericórdia e endurece a quem quer, segundo o Seu desejo santo (Rm 9:18)!
Your comment is awaiting moderation. (17 de novembro)

Professor,
A sexta parte de sua resposta está pronta. Agora é sobre Jeremias 21:8 e outros versículos de escolha:
http://reformaecarisma.blogspot.com/2009/11/ultima-resposta-leandro-quadros-parte_19.html
Uma palhinha para o senhor e seus seguidores:
“Na caricatura popular feita do calvinismo, os não-calvinistas imaginam que Deus define o fim da História das pessoas (céu ou inferno) e que, não importa o meio do caminho, o fim será atingido. Na verdade, há um erro aí. O que a Bíblia ensina e os calvinistas também, é que Deus não define só o fim. Ele define também o caminho todo, incluindo todos os meios pelos quais uma pessoa será salva ou condenada.”
O resto, só indo lá no blog.
Your comment is awaiting moderation. (19 de novembro)

Professor,
A oitava parte de sua resposta está no ar. Uma palhinha:
“O morto, professor, nada faz! Morto não crê, não mexe, não respira, não quer. Além disso, na visão clássica não calvinista, a pessoa é salva e nasce de novo quando decide crer. Mas, veja só: a vida foi dada quando ainda estávamos mortos, em delitos e pecados! Ou seja, enquanto ainda estávamos mergulhados no pecado, praticando o pecado, mortos espiritualmente, é aí que Deus dá a vida!”
O link é http://reformaecarisma.blogspot.com/2009/11/ultima-resposta-leandro-quadros-parte_27.html
Louvo ao Senhor por sua esposa ter se recuperado. Mas espero que sua argumentação não se recupere, e que o senhor se arrependa do seu erro.
Helder Nozima
Barro nas mãos do Oleiro
Your comment is awaiting moderation. (27 de novembro)

Oi, professor,
A nona parte de minha resposta está pronta. Um trecho:
“Os calvinistas não limitam o amor de Deus, mas consideram os limites que o próprio Senhor impõe em Sua Palavra. Por exemplo, é fato indiscutível que Deus não ama a todas as pessoas da mesma maneira, e que algumas pessoas não recebem o amor divino, e sim o Seu aborrecimento.”
Mais aqui: http://reformaecarisma.blogspot.com/2009/12/ultima-resposta-leandro-quadros-parte.html
Graça e paz do Senhor,
Helder Nozima
Barro nas mãos do Oleiro
Your comment is awaiting moderation. (29 de novembro)
Professor, por que a demora? Por que não me dá a chance de publicar os links da minha tréplica ao senhor? Ao menos os seus links eu publico...aqui se tem direito ao contraditório. E publiquei o seu único comentário aqui. Por que não publica os meus? Até quando vou "aguardar moderação"?

Discordo do senhor quando diz que não tenho argumentos. Os tenho...já foram várias partes na minha tréplica. Não contei ainda se ultrapassei os 48 versículos, mas já foram vários. Vai ficar sem resposta? Eu disse que seria minha última, o senhor ainda terá o privilégio da última palavra.

Agora, mesmo que o senhor considere que só fiz ataques pessoais (com o que discordo veementemente), para manter a sua palavra, é seu dever responder-me. Aliás, o senhor já está em falta desde 26 de novembro. Quanto a mim, também acho que era seu dever publicar meus comentários, já que aqui, até no corpo do texto eu pus links para posts do senhor. Mas, talvez, o senhor tenha receio de que seus leitores tenham acesso a minhas respostas...não sei. Não consigo imaginar outros porquês, o senhor aprovou muitos comentários após a doença e recuperação de sua esposa.

Aguardo resposta,

Helder Nozima
Barro nas mãos do Oleiro

4 comentários:

Clóvis disse...

Helder,

Realmente a atitude do Prof. Leandro sugere desrespeito para com os que se dignaram a considerar e responder seus argumentos.

É compreensível que ele tenha tido problemas pessoais e dou graças a Deus pela recuperação de sua esposa. Por isso não quis pressioná-lo quanto a uma resposta. Mas convenhamos, faz um tempão que ele escreveu no meu blog:

"Recado para o irmão Clóvis: Irei elaborar uma Resenha Crítica ao seu texto "Preparar... Apontar..." Estruturei-a. Agora, preciso arrumar tempo para escrever. Mas, o farei em breve." (Leandro Quadros, 8 de novembro de 2009)

Dois dias depois ele disse:

"Pode ficar tranquilo que, no momento em que escrever sobre seu texto, irei avisar."

Bom, que ele demore para responder é até compreensível, pode até ser que não tenha argumentos para tal. Neste caso silenciar é prudente, se falta coragem para assumir que estava errado.

Mas o que não condiz com o caráter de um apologista honesto é não publicar os comentários contrários ao ponto de vista defendido por ele. Eu tenho comentários "waiting moderation" desde 7 de novembro! E a justificativa de que tem 800 comentários para moderar não cola, pois é só dar uma olhada nos últimos comentários e se verá que há vários liberados após esta data. Ou seja, ele chegou aos meus comentários mas ficou com medo de publicar (não atino com outro motivo).

Se o problema é falta de tempo, porque não libera os comentários sem moderação? Faço isso no Cinco Solas e nunca precisei excluir um comentário (talvez venha a precisar, mas até agora não precisei).

Faço aqui um apelo aos admiradores do prof. Leandro: se vocês têm mesmo amor à verdade, peçam ao prof. que libere os comentários pendentes, para que vocês possam analisar os dois lados com o que diz a Bíblia.

Em Cristo,

Clóvis

PS.: Estou começando a pensar que o professor está preparando uma saída à francesa do debate...

Ricardo Mamedes disse...

Olá Helder,

Como eu já disse lá no cinco solas ao Clóvis, não publicar comentários não é exclusividade do Prof. Leandro, uma vez que o seu alter-ego Ciro Sanches Zibordi também não o faz. Principalmente quando 'desconfia' que fala com cristãos reformados. Nesse momento o seu 'azedume' aflora e a 'faca come'. Foi o que aconteceu comigo.

Repito aqui: acho pusilânine tal atitude; desonesta, desleal, etc. Revela ainda truculência, hostilidade e fraqueza intelectual.

Convido-os a lerem uma pérola de hoje no blog do Ciro Zibordi: "Expiação ilimitada" - principalmente a resposta que fez ao comentário do 'filósofo calvinista" (não sei como publicou). Uma verdadeira "jóia".

Estou te esperando no meu blog Helder. Os seus comentários são sempre bem-vindos.

NEle,

Ricardo

Ricardo Mamedes disse...

Olá Helder,

Como eu já disse lá no cinco solas ao Clóvis, não publicar comentários não é exclusividade do Prof. Leandro, uma vez que o seu alter-ego Ciro Sanches Zibordi também não o faz. Principalmente quando 'desconfia' que fala com cristãos reformados. Nesse momento o seu 'azedume' aflora e a 'faca come'. Foi o que aconteceu comigo.

Repito aqui: acho pusilânine tal atitude; desonesta, desleal, etc. Revela ainda truculência, hostilidade e fraqueza intelectual.

Convido-os a lerem uma pérola de hoje no blog do Ciro Zibordi: "Expiação ilimitada" - principalmente a resposta que fez ao comentário do 'filósofo calvinista" (não sei como publicou). Uma verdadeira "jóia".

Estou te esperando no meu blog Helder. Os seus comentários são sempre bem-vindos.

NEle,

Ricardo

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Uma alegria conhecer seu blog. O Eterno resplandeça o rosto Dele sobre ti!

Medite em Pv 23.23

Nele, pr MArcelo

Visite:

http://davarelohim.blogspot.com/

e veja o texto:

O tempo da minha partida - 2 Tm 4.6