23 outubro 2010

Moral do petista

A sua reação, se exagerada, torna você pior que o agressor. Aliás, aguente calado invasão de terra, agressão física, quebra de sigilo...seja uma boa vítima.

Se eu quebro o seu sigilo e você reclama e põe a boca no trombone, a culpa é sua. Só eu posso reclamar de qualquer coisa.

Empresa privada tem que atender aos interesses públicos (na verdade, público é o interesse do PT), e não os particulares, do dono. Já o Estado serve para atender a interesses particulares, desde, claro, que sejam dos amigos.

Não somos chavistas, mas queremos controlar e calar a Globo, como Chávez fez com a RCTV. Imprensa pode, mas só aquela que é favorável, as outras são ruins e devem ser controladas.


Vamos dizer que o adversário vai privatizar aquilo que ele nunca disse que faria e negar o que a Dilma já disse sobre aborto. Nós podemos!

Vamos dizer que tudo que nosso adversário fez é ruim e nos apropriar de tudo o que ele fez, como Bolsa Alimentação e a economia. Privatizar a Vale foi ótimo, mas não vamos dizer isso na campanha.

Nossos pecados não importam (mensalão, dólar na cueca, quebra de sigilo, dossiês...) o nosso adversário é sempre igual ou pior.

5 comentários:

Jorge Fernandes Isah disse...

Helder,

parece até o samba-do-crioulo-doido [rsrs].

Se não fosse trágico, daria uma ótima comédia.

Abraços.

Cristo o abençoe!

Ricardo Mamedes disse...

É isso aí, esse é o PT. Aliás, escrevi algo na mesma linha. Dá um pulo lá e leia, caso queira.

Grande abraço!

Ricardo.

Ivonete Silva disse...

Voltou a escrever aqui. Muito bom.

Grupo de Estudos disse...

Interessante isto amigo

cris disse...

Moral ou a falta de? Muito bom o texto.